Aos 31 anos, Elias diz ser chato e mais comedido para ajudar o ataque

A3110F104788 1024x683 Aos 31 anos, Elias diz ser chato e mais comedido para ajudar o ataque
Sem a mesma força física de outros tempos, Elias se orgulha de ter ficado chato (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Elias voltou a ser titular do Corinthians neste domingo, contra o Internacional, e ainda marcou o gol da vitória por 1 a 0 no Beira-Rio. Após a partida, o sorridente volante de 31 anos disse que está mais comedido na hora de atacar, além de ter se tornado turrão no convívio com os seus companheiros.

“Não vou ao ataque tantas vezes quanto quando tinha 25 anos, mas sempre procuro ir com qualidade. Tive duas oportunidades hoje. Infelizmente, o André me atrapalhou na primeira. Até falei que ajeitaria a bola para ele fazer o gol. Mas, na segunda, marquei”, comemorou.

O comentário de Elias gerou uma brincadeira de André, que, pelo alto, havia tirado a bola do companheiro na primeira chance de gol citada por ele. O centroavante interrompeu rapidamente a entrevista concedida pelo volante para dizer que ele havia errado o chute na hora do gol do Corinthians.

Sorridente, Elias lembrou que não colabora com André e com os demais apenas durante as partidas. A liderança do jogador, presença frequente nas convocações da Seleção Brasileira do demitido técnico Dunga, é mencionada pelo técnico Cristóvão Borges como um diferencial do seu Corinthians.

“É porque sou chato, espontâneo, cobro, dou moral, elogio… Com toda a história que tenho no Corinthians, o pessoal me respeita. Sempre quero o melhor para todo o mundo. Sou chato, mas é pelo bem da equipe”, comentou Elias.

Apesar desses predicados, o volante não estava em alta até se destacar diante do Inter. Ele fica afastado com frequência – recentemente, por causa de uma fratura na costela – e viu Rodriguinho ganhar espaço na sua posição.

Novamente titular do Corinthians, Elias está animado com a disputa por mais um título brasileiro. “A gente tem a experiência do ano passado, em que muitas equipes estavam na briga até as últimas dez rodadas. É difícil se manter na primeira posição. Vamos trabalhar duro para chegar e não sair mais de lá”, discursou o chato volante corintiano.


Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também