Brasil bate Lituânia em prévia olímpica e estreia de Felício

nene gaspar inova 1024x683 Brasil bate Lituânia em prévia olímpica e estreia de Felício
Brasil passou pela Lituânia, vice-campeã europeia e adversária da estreia olímpica (Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto)

A Seleção Brasileira masculina de basquete venceu o mesmo adversário que terá na estreia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. Na tarde deste domingo, a equipe nacional derrotou a Lituânia por 64 a 62, em confronto que marcou a estreia do pivô Cristiano Felício no time.

O duelo deste domingo foi uma prévia da estreia olímpica, já que Brasil e Lituânia começam suas campanhas no Rio 2016 se enfrentando em 7 de agosto às 14h15 (de Brasília) na Arena Carioca 1. As duas equipes integram o Grupo B, ao lado de Nigéria, Croácia, Espanha e Argentina.

O Brasil ainda tem mais um amistoso antes de viajar à cidade-sede das Olimpíadas de 2016. Em 2 de agosto, enfrenta a China pela segunda vez em Mogi da Cruzes. No dia seguinte, faz sua entrada na Vila Olímpica. Na preparação olímpica, o País venceu dois amistosos com a Romênia e também bateu a China.

Marquinhos, com 14 pontos, Raulzinho e Alex, ambos com 11, foram os principais pontuadores nacionais em Mogi da Cruzes. A Lituânia teve Kalnietis com 13 tentos e Valanciunas com 12.

A agressividade na defesa foi a marca da Seleção no início do jogo diante da Lituânia neste domingo. A equipe nacional conseguiu encaixar bem a marcação sobre os adversários, que acabavam cedendo contragolpes ao time da casa. Assim, o Brasil abriu vantagem no marcador.

Os europeus aos poucos se acertaram em quadra e aproveitaram as constantes substituições feitas por Magnano para diminuir o marcador. Ao fim do primeiro quarto, o Brasil vencia por 24 a 19.

A estreia de Cristiano Felício na preparação para os Jogos Olímpicos ocorreu a cinco minutos do fim do segundo quarto – o pivô foi convocado para substituir Anderson Varejão, cortado com hérnia de disco, e se apresentou na sexta-feira. O Brasil não foi bem no período e permitiu a virada adversária. Os atletas foram para o vestiário com a Lituânia vencendo por 38 a 36.

O período final de partida teve altos e baixos das duas equipes. A Seleção demorou a engrenar seu sistema ofensivo no terceiro quarto, mas encontrou um modo de furar a defesa adversária recorrendo aos tiros de três pontos de Marquinhos. Já a Lituânia apostava em um jogo forte no garrafão para estender sua liderança no marcador.

O Brasil voltou a jogar em alta intensidade no quarto final de jogo, em que reassumiu a liderança com ritmo arrasador, sobretudo nos minutos iniciais. O nível ofensivo da partida caiu nos últimos minutos, com as duas equipes enfrentando dificuldades para pontuar.

A Lituânia reduziu a diferença nacional para um tento a quatro segundos do fim e cometeu falta em Raulzinho para levar o armador à linha de lance livre. O jogador da casa acertou o primeiro e errou o último arremesso, mas Augusto Lima pegou o rebote e assegurou o triunfo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também