Santos derrota o Cruzeiro e segue na perseguição aos líderes do Brasileiro

00899187 1024x681 Santos derrota o Cruzeiro e segue na perseguição aos líderes do Brasileiro
O Santos não teve tantos problemas para derrotar o Cruzeiro na Vila Belmiro (Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press)

O Santos cumpriu à risca seu objetivo de vencer em casa e seguir na perseguição da liderança do Campeonato Brasileiro, ao vencer o Cruzeiro por 2 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, em partida válida pela 17ª rodada da competição. O Peixe construiu o placar somente no segundo tempo, com gols de Vitor Bueno e Lucas (contra).

Na primeira etapa, a equipe esteve abaixo do que costuma produzir, presa na marcação cruzeirense. Mas, no segundo tempo, o Peixe voltou a exibir o seu bom futebol dentro de casa, com investidas rápidas pelas pontas, muito toque de bola e penetrações na defesa adversária, cumprindo assim uma campanha de sete vitórias e apenas uma derrota em casa no Nacional.

Na próxima rodada, o Santos jogará em Cuiabá, na quarta-feira, as 21h45 (de Brasília), contra o Flamengo. Já o Cruzeiro, que mesmo com a estreia do técnico Mano Menezes amarga mais um revés, atua em casa, diante do Inter, as 19h30, na quinta-feira.

O Jogo – A partida começou com o Cruzeiro tomando um a postura ofensiva, marcando a saída de bola do Santos, que por sua vez encontrava bastante dificuldade para se articular.

Pela esquerda, com Rafael Sóbis e Wilian, os mineiros chegavam com perigo ao ataque, mas pecavam na conclusão, algo que frequentemente tem ocorrido com a equipe no Brasileiro.

Sem poder de criação no meio campo, devido a boa marcação cruzeirense, o Santos passou a insistir nos lançamentos, fugindo de sua característica e levando pouco perigo ao gol de Fábio.

O Cruzeiro voltou a assustar no início do segundo tempo com duas oportunidades, uma com Robinho, aos seis minutos, e outra com Rafael Sóbis.

Mais ousado, porém, o Peixe começou a equilibrar as ações e, aos 16, chegou ao gol, no momento em que Caju encontrou Vitor Bueno livre entre os zagueiros e com tempo para dominar a bola e definir sem chances para Fábio.

O Santos poderia ter definido a partida aos 24, quando Ricardo Oliveira desceu pela esquerda e cruzou para Vitor Bueno, que percebeu entrada de Jean Mota e serviu o companheiro, frente a frente com o goleiro mineiro. O meia, porém, desperdiçou, finalizando para fora.

Aos 29, Jean se redimiu e deu belo passe pelo alto para Victor Ferraz, na linha de fundo pela direita. O lateral fez o cruzamento e Lucas se precipitou ao cabecear para o próprio gol. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 CRUZEIRO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data:  31 de julho de 2016 (domingo)
Horário: 16 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT – ASP – FIFA)
Assistentes: Eduardo Gonçalves Luz (MT – ASP -FIFA) e Fabio Rodrigo Rubinho (MS – FIFA)
Público: 13.830 torcedores
Renda: R$ 421.520,00
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira (Santos); Willian (Cruzeiro)

GOLS:
SANTOS: Vitor Bueno, aos 16, Lucas (contra), aos 29 minutos do segundo tempo

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Yuri (Rafael Longuini), Vecchio (Jean Mota) e Vitor Bueno; Copete (Joel) e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior.

CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Bruno Ramires, Ariel Cabral, Robinho e Arrascaeta (Ábila); Rafael Sobis (Rafinha) e Willian.
Técnico: Mano Menezes



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Também